Monday, 15 May 2017

O Festival Eurovisão da Canção era hoje à noite?


No passado sábado à noite, uma mensagem do WhatsApp acorda-me um bocado estremunhada (tinha-me deitado há pouco tempo, mas já dormia tranquilamente). Era uma amiga turca, que me escrevia: "Hi Sandra. Do you watch Eurovisiesongfestival? I like Portugal song very much this year. I think he makes a good chance."

Quando vi a mensagem, meio em estado Bela Adormecida, lembro-me de ter pensado que não sabia a data do festival e lhe responderia no dia seguinte. Quase uma hora mais tarde, nova mensagem: "Yessss, Portugal won the contest! I knew it!" Nessa altura, tinha-me levantado para beber um copo de água. E foi assim que fiquei a saber que a Noite do Festival tinha acabado de acontecer, tínhamos ganho e não assisti em directo à nossa primeira vitória após quase 50 participações neste badalado concurso que tudo parava nos tempos da minha infância.

Juro que é verdade: eu não sabia que o Festival da Eurovisão era neste sábado à noite. Há 21 anos que não acompanho o evento - acabei por perder o entusiasmo, pois nunca ganhávamos, apesar de levarmos boas canções, na maioria das vezes.

No dia seguinte, ainda troquei umas mensagens com a minha amiga, que me enviou o video da participação portuguesa e várias imagens da bandeira verde-rubra. Entretanto, pelo meio da nossa conversa, uma outra amiga, desta vez do Azerbaijão, enviava-me também os parabéns pela nossa vitória: "Gefeliciteerd met de overwinnig van Portugal in de Eurovision Song Festival", acompanhada de muitos emojis. Nesse momento, decidi investigar, mais a fundo, quem era o Salvador Sobral (só conhecia a interpretação da canção "Amar pelos Dois", que tinha escutado há uns dois dias, por curiosidade e sem me inteirar mais sobre a Eurovisão). No fim, acabei por descobrir este video que gostei bastante (a partir do 1:38) e aqui vos deixo...





Para o Salvador Sobral e a Portugal, Muitos Parabéns, por esta nossa primeira vitória no Festival da Eurovisão da Canção com o tema "Amar pelos Dois"!

Votos de boa semana para todos!


Tuesday, 9 May 2017

Os 30 anos de Joshua Tree


Estávamos em 1987. E um dos álbuns mais icónicos da história do Rock era lançado nesse ano pelos irlandeses U2. Um álbum que ficou para a História pelo seu carácter político, mas também pela sua tocante espiritualidade. O nome, The Joshua Tree, surge após uma conversa com o fotógrafo da banda, o holandês Anton Corbijn. Um álbum aclamado pela crítica, que atingiu records de vendas e marcou a juventude daquela época (e não só, claro). Foi o álbum dos meus 16 anos e é um dos álbuns da minha Vida. The Joshua Tree festeja agora 30 anos, numa digressão mundial que tem o seu início já dia12 de Maio, nos Estados Unidos da América, fazendo jus à história de um dos álbuns mais marcantes do Rock da segunda metade do século XX. Nele podemos escutar uma junção muito feliz de música irlandesa e norte-americana e, para os mais atentos, os conselhos e a sabedoria de músicos como Bob Dylan e Keith Richards. Das paisagens desérticas americanas da capa do álbum para o Mundo surgiram belíssimas canções como estas, que aqui vos deixo...


Mothers of Disappeared (As Mães dos Desaparecidos), inspirada na situação política que então se vivia em El Salvador ( e que inspirou também outra canção do mesmo álbum, Bullet the Blue Sky).

In the wind we hear their laughter 
In the rain we see their tears 
Hear their heartbeat, we hear their heartbeats...

 


I still haven't found what I'm looking for....( de carácter mais espiritual)

I have spoke with the tongue of angels

I have held the hand of a devil 
It was warm in the night 
I was cold as a stone...




Running to Stand Still 

( o que eu gosto desta parte...)


You got to cry without weeping 
Talk without speaking 
Scream without raising your voice ...



Trip Through Your Wires

 ( harmónica e guitarra, gosto imenso!)

I was broken, bent out of shape

I was naked in the clothes you made.
Lips were dry, throat like rust 
You gave me shelter from the heat and the dust...





Continuação  de boa semana!


Monday, 1 May 2017

2 Cellos


A música sempre teve um poder curativo sobre mim (stress, tristeza, dores, whatever).

Esta semana, tenho vindo a descobrir este grupo de dois rapazes e estou a gostar muito. O grupo chama-se 2 Cellos. Já conhecem?  

Aqui, numa das músicas da minha vida, Gabriel's Oboé, da autoria de Ennio Morricone (e  que já ouvi ao vivo, pelo próprio, duas vezes). Um tema muito conhecido, de um filme que gosto muitíssimo, The Mission (1986).





O grupo 2 Cellos toca temas dos mais variados e os que se seguem são mais "barulhentos". Atenção, pois, à mudança de registo.

No video abaixo, numa "brincadeira" com um guitarrista que gosto imenso, Steve Vai (há 20 anos e qualquer coisa, tive a oportunidade de vê-lo actuar na Aula Magna, em Lisboa). O tema é do grupo rock AC/DC.


 


Um outro video que gostei particularmente: os 2 Cellos num dos temas mais conhecidos dos Nirvana, Smells Like Teen Spirit.




No Youtube, encontram muito mais. Muito engraçado  um dos videos, em que uma música dos AC/DC irrompe num concerto de música barroca, "que estava a ter lugar em pleno século XVIII". ;-)

Numa grande variedade de registos, um grupo a escutar muitas vezes.

Achei lindíssima esta interpretação de um temas do filme de Ridley Scott O Gladiador.




Votos de boa semana!

Saturday, 29 April 2017

Bom fim-de-semana!





Porque as conquistas mais simples, das mais pequenas coisas, são de facto as mais grandiosas.

Bom fim-de-semana!

Tuesday, 25 April 2017

25 de Abril


Um dos meus poetas de eleição, Ary dos Santos.


Não sendo do seu partido político, nem concordando com muito do que se passou posteriormente ao 25 de Abril (saneamentos, actos de violência, ocupações,...), gosto imenso deste poema. Para mim, um monumento, numa dicção que não vacila, em 16 minutos grandiosos de dizer poesia.

Viva a Liberdade! Viva o 25 de Abril!




Bom feriado!

Sunday, 16 April 2017

Boa Páscoa!



Votos de Feliz Páscoa para todos os Amigos, leitores, comentadores e seguidores deste Presépio com Vista para o Canal.

Neste primeiro dia de Páscoa, por terras baixas...

Tulipas oferecidas pela minha amiga holandesa R.
Gosto muito deste descair/derramar de flores pela mesa, entre livros e caixas de chá...




VROLIJK PASEN!

Tuesday, 28 March 2017

Deste tempo cálido e de dormência suspensa



Do tempo do sol luminoso lá fora. Dos camiseiros brancos, azuis e às riscas que tanto gosto. Dos lenços de final de tarde em branco, verde-água, azul e destas cores misturadas. Dos gelados de fim-de-tarde. Dos passeios já imaginados aqui pelas redondezas. Do verde dos campos e dos muitos animais que vemos, entre vilas e cidades, pelas janelas dos comboios: cavalos, ovelhas e vaquinhas, claro. Mesmo que "retidos" num espaço, como uma sala ou um quarto, conseguimos imaginar como é esse mundo que nos transcende, neste tempo de narcisos aqui e e ali, pela cadência tão certa dos ciclos, nestas terras baixas, de canais e vedações frágeis de madeira, que mais parecem de brincar. Basta fechar os olhos e lembrar como são todos os anos estes anúncios de Primavera. E escancarar os ouvidos, às vozes dos petizes entre brincadeiras pelas ruas, neste tempo cálido e morno que nos envolve numa dormência suspensa. Ainda não se ouvem aqui e ali as máquinas de pressão de limpeza das lajes dos jardins, mas já fui surpreendida por uma, discretamente, esta semana. Entretanto, já inaugurámos a época dos espargos cá em casa, e hoje vamos ter sopinha dos ditos ao jantar, pois já comprámos o pacote com todos os ingredientes no Albert Heijn.

NB: texto reeditado a 29 de Março, às 11:27.